HOMEM É MORTO A TIROS DENTRO DE UM CARRO EM PARAUAPEBAS-PA

 



O assassino descarregou uma pistola calibre 380 contra Rafael Moreira Cruz. Não conformado recarregou a arma e descarregou novamente conta o homem, que seria membro de uma fação criminosa e mandante de várias execuções.



Investigadores da Delegacia de Homicídios (DH) da 20ª Seccional de Polícia Civil, de Parauapebas, devem requerer ainda na manhã desta segunda-feira (17), imagens de câmeras de monitoramento das imediações do local em que Rafael Moreira Cruz, 30 anos, natural de Imperatriz (MA), foi executado com vários disparos de pistola calibre 380, no interior do veículo que dirigia, um automóvel Fiat Palio cor branca, placa QEI2B32. O crime aconteceu por volta das 21h30, deste domingo (16), na Rua Princesa Izabel, no Bairro Liberdade 1.


De acordo com informações que ainda estão sendo apuradas pela Polícia Civil, Rafael dirigia o carro pela Rua Princesa Izabel, quando foi surpreendido por dois indivíduos usando capacetes, em uma motocicleta Honda, CG Titan, vermelha. Ao se aproximarem do veículo, o indivíduo que estava na garupa sacou da pistola e disparou várias vezes contra o motorista.


Atingido, Rafael Cruz perdeu o controle do carro e invadiu a calçada de uma casa. O atirador, então, desceu da moto e acabou de descarregar a arma contra a vítima. Não conformado, trocou o carregador e novamente descarregou a pistola contra o homem.


Informações colhidas no local pela polícia, dão conta de que Rafael Moreira Cruz vinha sendo ameaçado de morte e que, dias atrás, dois indivíduos haviam ido na casa dele, porém ele não se encontrava. Os desconhecidos saíram dizendo que iriam voltar e que um dia o encontrariam.


Ainda segundo informações da polícia, Rafael fazia parte de uma das facções criminosas que atuam em Parauapebas e tinha passagem pela Delegacia, como acusado de envolvimento em um homicídio em que a vítima foi assassinada a tiros e golpes de facão, tendo a cabeça decepada. Em julho, ele foi preso pela Polícia Civil, sob acusação de ser o mandante de várias execuções.


Uma delas ocorreu em abril passado, quando um dos “condenados pelo tribunal do crime” foi assassinado a tiros, golpes de facão e ainda, degolado. Tudo foi filmado e postado em grupos de WhatsApp, tendo como vítima Erick Emanoel dos Santos, que era conhecido também como De Menor e Bala-Bala. Este havia desaparecido em 3 de abril passado e, no dia 4, circulou em grupos de WhatsApp de Parauapebas um vídeo em que ele era executado a tiros e golpes de facão e depois degolado. O corpo do rapaz apareceu no dia 5, boiando no Rio Parauapebas, na região conhecida como Bananal.




Fonte: Portal Zé Dudu



Nenhum comentário:

Perfil com o nome escroto e comentários imbecis, não serão aceitos nas postagens.

Tecnologia do Blogger.