VEREADORA DE FABRICIANO FAZ LIVE EXIBINDO O CORPO DE SUA NAMORADA APÓS ELA COMETER SUICÍDIO

 

No vídeo, ela aparece chamando por um médico e dizendo que a companheira não resistiu





A Vereadora de Fabriciano faz live com suicídio de sua namorada; cenas chocantes

No vídeo, ela aparece chamando por um médico e dizendo que a companheira não resistiu

Por Plox


A vereadora Lucimar do Salão, da cidade de Coronel Fabriciano, Minas Gerais, realizou uma live nesta quinta-feira (24), onde sua companheira, Rosemeire Gomes Silva Brito, é vista aparentemente morta. Segundo as declarações da vereadora, naquele momento, Rosemeire teria acabado de cometer suicídio. No vídeo, a vereadora chorava e fazia criticas a um médico que, segundo ela, teria atendido Rosemeire em alguns procedimentos cirúrgicos, de natureza estética.



 A vereadora focava e transmitia imagens dela abrindo os lábios e tambem os olhos da vítima. Essas imagens de partes do corpo, bem próximas, foram compartilhadas por vários internautas.


 


A live chamou a atenção das pessoas que começaram a compartilhar o vídeo nas redes sociais. Mas ao que tudo indica, a atitude da vereadora teria contrariado as normas do Instagram e a postagem foi excluída pela plataforma. Algumas pessoas se compadeceram com a comoção da vereadora, outras porém, afirmam que o correto é que ela deveria ter providenciado socorro, pois, só um profissional apto (médico) poderia constatar o óbito da vítima. A vereadora afirmou que ela já estava morta.


“Ela não aguentou a dor Karina, ela não aguentou. A Rosa está morta, ela suicidou na corda, a boca já está roxa. Eu peguei a corda e tirei ela com essa faca aqui e eu escondi essa faca quando eu saí”, disse Lucimar em um dos momentos do vídeo.


Em outro momento, ainda no vídeo que estava sendo transmitido ao vivo, a vereadora filma a companheira já sem vida e diz “Cadê o doutor Marcelo? O tanto que ela reclamou com ele e ele só empurrando ela pra frente e ela pra trás e não conseguiu achar uma solução pra ver o que era a situação dela e agora ela tá aqui, cadê?”, cita se referindo ao médico que teria feito os procedimentos cirúrgicos a pedido da vítima.


Segundo informações apuradas pelo Plox, Rosemeire havia feito uma cirurgia de redução dos seios e colocado silicone em seguida. Mas, de acordo com as informações, o corpo da mulher rejeitou o silicone e, desde o dia 18 de janeiro, ela sentia fortes dores e estava tomando remédios.


Com o passar dos dias e a não melhora, as mulheres teriam procurado o médico novamente e feito a retirada do silicone, mas as dores continuaram e a mulher se queixava de incômodo e queimação nas costas. 


No último domingo (20), Rosemeire afirmou que estava sozinha em casa e realizou uma live, onde aparece chorando muito. Na oportunidade, ela contou sobre o “sonho ter virado pesadelo”. 



Rosa, como também era conhecida, citou que já havia tentado contra a própria vida, mas Deus não havia deixado ela concretizar o ato e que, inclusive, havia feito uma carta se despedindo da companheira e da mãe.


Quase no fim desta transmissão, Lucimar chega em casa e comenta sobre a situação dizendo que as dores que a companheira passava não eram só uma ansiedade.


Já no fim da transmissão, Rosa comenta sobre a carta que havia escrito e diz que “queria ir embora”. Esta carta também circulou nas redes sociais e em grupos de conversas onde os internautas afirmaram que a mulher havia se despedido antes de cometer o suicídio. 


“Amor, quero que você e mainha saiba que vocês não têm que ficar triste por nada, pois vocês fizeram tudo que podia. Cuida uma da outra, viu? Sempre. Lucimar, você é um ser humano extraordinário. Te amo pra sempre, Favin”, dizia a carta.


A Câmara de Vereadores de Coronel Fabriciano e a prefeitura da cidade publicaram notas de pesar sobre a morte de Rosemeire. A câmara ainda decretou três dias de luto pela morte.


Nota da câmara


A Câmara de Coronel Fabriciano lamenta o falecimento de Rosemeire Gomes Silva Brito - Rosa, esposa da vereadora Lucimar do salão. Rosa atuava há anos como voluntária do Lar dos idosos “Bem Viver”, além de outras ações sociais voltadas às comunidades mais carente. Por meio da Portaria n 58/2022, fica declarado luto oficial no Poder Legislativo por três dias, sem interrupção no atendimento ao público.


Fonte: Plox Ipatinga





Carta








Nenhum comentário:

Perfil com o nome escroto e comentários imbecis, não serão aceitos nas postagens.

Tecnologia do Blogger.