SARGENTO DA PM ATIRA EM DOIS IRMÃOS DURANTE BRIGA POR TERRENO NO PIAUÍ

 


Um sargento da Polícia Militar do Piauí identificado como Reginaldo Barbosa, "Naldinho", baleou dois homens identificados respectivmente como Franscico, conhecido com Isquin e o outro como Zé Matega, que seriam irmãos, durante briga em um terreno na zona Rural de Cabeceiras do Piauí. O caso aconteceu na manhã desta quarta-feira (10).

A ação do policial foi registrada através de imagens de vídeo filmadas pelo filho de um dos envolvidos na confusão, que aparenta ser menor de idade que também foi ameaçado pelo policial em alguns momentos. As imagens, mostram o policial armado com um facão e uma arma de fogo, ameaçando e agredindo verbalmente os homens que estavam no terreno.



Em um certo momento do vídeo, o policial chega a golpear uma das vítimas com o facão. A medida que a confusão se intensifica, outros envolvidos tentam acalmar o policial, mas a confusão aumenta quando um dos homens partem para cima do policial tentando tomar a arma e ele começa a atirar.

As imagens não mostram exatamente o policial disparando, apenas os barulhos de tiros e pessoas gritando. Em seguida as imagens mostram dois homens baleados e saindo do local. As duas vítimas sofreram tiros na barriga e o outro no braço e na perna.

As vítimas baleadas foram para o Hospital Regional de Campo Maior. Ainda segundo informações, dão conta de que a briga foi devido a um terreno que o pai, de dois destes trabalhadores que aparecem em evidência discutindo no vídeo, teria vendido para o pai do policial.

Mas esses filhos do antigo proprietário foram neste terreno retirar palha de carnaúba, e o policial não ficou satisfeito com a atitude onde começou a confusão. A briga por esse terreno está estendida na justiça sendo pivô de vários conflitos entre ambas as partes. O policial é natural de Cabeceiras, mas é lotado em Barras.


Fonte: Meio Norte.




10 comentários:

  1. Com arma nos punhos, todo mlk vira machão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Era 1x3 mn queria mais oq?

      Excluir
    2. O ser humano é um animal como qualquer outro, você pode pegar o cara mais ruim do mundo mas se você esfaqueá-lo ele irá gritar como qualquer outro. Naturalmente se está armado vai ter mais confiança portanto mais coragem, sem nada terá mais medo e ficará mais recuado. Esperar comportamentos heroicos de um homem comum é só um erro de expectativa seu.

      Excluir
  2. Kk a arma dos cara era a boca e umas folhas ... aí não ne

    ResponderExcluir
  3. Vamos ver os fatos
    O pai dos trabalhadores que era dono do terreno vendeu este terreno para o pai do polícial que com muita certeza ficou com este terreno de herança "isso se o velho tiver ido de base" logo ele tem o direito de ditar quem ou oque entra e quem ou oque sai de sua propiédade.

    Já os trabalhadores ao entra no terreno do polícial sem seu consentimento ao meu ver estão cometendo o crime de invasão de propiédade privada e o crime de furto/roubo ao levar as paia de carnaúba assim ferrindo tanto as leis estatais como a ética libertária.

    Até onde se ver o polícial só usava o fação e a pistola como meio de intimidação sempre mantendo uma distância dos trabalhadores até o momento em que um deles se aproxima de forma brusca oque leva o indivíduo armado a efetuar disparos no susto ou em auto defesa "Ai já vai de cada um" onde ao meu ver se enquadra no princípio da auto defessa oque não ferre a ética libertária ou as leis estatais.

    ResponderExcluir
  4. Fica a dica, não corra para cima de alguém armado com um galho de arvore na mão.

    ResponderExcluir
  5. o pm n tem terra la nao ele defamava o pai e n ganhou erança e depois do pai morto ele quer terreno tem q morre pm lixo

    ResponderExcluir

ATENÇÃO!

ATIVE OS COOKIES DO SEU NAVEGADOR PARA PODER COMENTAR NO SITE.

Comentários anônimos não serão aceitos.
Coloquem um nome antes de comentar.

Tecnologia do Blogger.