{CLASSIC GORE} O ASSASSINATO DE ROBERT BECKOWITZ

 Robert Beckowitz foi executado pelo casal de psicopatas, James Glover e Jeannine Clark.



James Edward Glover nasceu em 1944 em Detroit, Michigan (EUA). Desde a infância, ele tinha um histórico criminal: estrelou constantemente lutas com outros meninos de sua rua e era freqüentemente suspenso da escola. Ele cometeu pequenos furtos, gostava de maltratar os animais e sempre foi fascinado por armas de fogo. Embora ele era um valentão, era constantemente ridicularizado por seus amigos. Depois de sair da escola e da morte de seus pais, terminou em um orfanato com seu irmão Gerald. Onde também foi constantemente abusado. Quando cresceu, for vender drogas e ficava desse jeito. Ele morava em um apartamento sujo, nos arredores de Detroit, e gastava a maior parte de seu dinheiro na compra de armas, que guardava em sua casa. Em 1980, ele se tornou amigo de Robert Beckowitz, 33 anos, com quem passava suas noites assistindo TV, bebendo e se drogando.


Na quarta-feira 21 de julho de 1982, Glover estava em seu apartamento, localizado em um porão cheio de armas no bloco 19300 de Woodbine, no noroeste de Detroit. Depois, veio Robert Beckowitz e namorada, uma garota de 20-anos chamado Jeannine Lynn Clark, conhecido como "Charlie". A menina havia sido presa por assalto a banco, quando ela era menor de idade. Quando o casal chegou, eles começaram imediatamente a beber cerveja e se drogar. Depois sentaram-se para assistir televisão. Eles assistiram por um tempo o Benny Hill show, mas Glover e Beckowitz começaram a discutir. A discussão foi piorando, até Glover, irritado, levantar-se e buscar uma arma. Ele voltou com uma arma, apontou-a para o seu amigo e disparou um tiro na cabeça. Beckowitz, morrendo, começou a convulsionar. Glover, olhou fime para Jeannine Clark, que foi buscar uma faca de caça. Então ao meio de seu frenesi, acertou em cheio na cabeça de seu amigo levando o à morte.


Imediatamente, Jeannine e ele começaram a rir e se beijar. Despiram-se e fizera  sexo ali mesmo com o cadáver ainda sentado no sofá. Então Jeannine teve uma idéia. Enquanto Glover foi pegar sua câmera, a menina sem roupa o corpo de seu namorado morto, pegou uma faca e colocou-o sob o seu pênis. Mergulhados a arma várias vezes, até que o cortou membro e testículos. Glover tirou fotos.


O casal continuou assistindo TV, bebendo álcool e usando drogas por várias horas. Andavam nus, fazendo sexo. Eles se aproveitaram de alguns momentos para cortar alguma parte do corpo. Então, eles usaram para suas práticas sexuais. Então eles, arrastaram o corpo até a cozinha. Lá, eles usaram uma serra e uma faca para decapitá-lo. Jeannine feliz posou para fotografias, como Glover.


Eles passaram três dias a jogar com o cadáver. Embora mostrando sinais de putrefação estava ficando preto e continuavam a usá-lo. O fedor no apartamento, mas ainda tiravam mais fotos. Durante esses dias, Jeannine foi duas vezes para comprar mais rolos de filme para tirar mais fotos, vários vizinhos viram.


Parte desse ritual macabro foi cortar mãos e construir conjuntos: em um deles, colocaram a cabeça em um travesseiro verde. Colocaram um dedo cortado no nariz do morto.


Em um deles, usando os membros decepados, colocando o pênis na boca do cadáver. Finalmente, cortaram o corpo em quatorze pedaços e envolveram em sacos de lixo, e cdistribuiram nos três quartos do apartamento. O cheiro causado fez os vizinhos chamarem a polícia. Jeannine abriu a porta quando eles chegaram. Glover foi detido e transportado para um hospital.


Surpreendentemente, Glover não se declarou culpado no Tribunal Distrital Trigésima Sexta, onde foi acusado de homicídio em segundo grau, o uso de uma arma de fogo na prática de um crime e mutilação de um cadáver. O juiz ordenou William Hathaway o mandou para a cadeia do condado de Wayne sem direito a fiança e ordenou a passar por uma avaliação psiquiátrica. Jeannine Clark foi detida sob custódia da polícia como testemunha. Vizinhos testemunharam que ela e Glover tinha saido fora de sua casa, em várias ocasiões, noites antes do assassinato. Depois de várias semanas, Glover foi dado como mentalmente competente para ser julgado. 


Finalmente, Glover se declarou culpado em troca de uma promessa de que não seria condenado à morte por acusação de homicídio, ele foi condenado à prisão perpétua. Jeannine Clark foi condenado a 10 anos, embora sempre repetiu a história de que ela tinha sido forçado por Glover. Mas as imagens mostram outra coisa: seu sorriso e a nudez constante indicaram que a sua participação foi voluntária. Dado o seu perfil, a imprensa apelidou-os "The Losers Assassinos por Natureza". Ao longo dos anos, o seu caso foi esquecido e muitos ainda considerado um mito urbano, também assassinos mais cruéis tomaram o lugar do casal em uma orgia de morte e desmembramento, eles passaram três dias realizando suas piores fantasias.










20 comentários:

  1. Aí sim pai, ta voltando com os clássicos.

    ResponderExcluir
  2. que caso bizarro, eles dois dariam um belo filme.

    ResponderExcluir
  3. Oxe e não foram condenados a morte, que mundo louco :c

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc não leu não estrume? se ele confessasse o crime, ele não seria condenado a morte, e a mulher foi condenada a 10 anos de prisão.

      Excluir
    2. Como ele confessou o crime a pena dele foi convertida a perpétua.

      Excluir
    3. calma maya pega leve, kkkkkkkkkkkk estrume é foda

      Excluir
  4. Desde criança os psicopatas dão sinais de traços de psicopatia que possuem, e quando crescem, com o uso de substâncias, passam da imaginação ao ato.

    ResponderExcluir
  5. eta vídeo e história da porra dá para dar um pega como doidão do Luka Rocco magnotta brabo esse vídeo entre outros 📽️🎥🎞️🎬🎭🇧🇷😎☠️🔥💀👀👹🤘🤟⚔️☢️☣️

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.