4 PESSOAS DA MESMA FAMÍLIA FORAM EXECUTADAS A TIROS POR UM POLICIAL MILITAR EM PORTO ALEGRE

 


Após uma briga em uma pizzaria de Porto Alegre (RS), um policial militar efetuou disparos em quatro pessoas de uma mesma família, que morreram baleadas. A câmera de segurança do estabelecimento registrou a ação.


O agente, que não estava de folga, vestia uma camisa laranja e discutia, próximo a uma porta. Essas pessoas saíram correndo e o policial disparou.


Porém, há duas versões para a história. O policial afirmou que estava passando pela região, ouviu uma aglomeração e som alto em uma casa e tentou dispersar as pessoas. O grupo teria ficado revoltado e seguiu o PM até a pizzaria, onde se escondeu, atirando e assassinando as vítimas. O agente alega legítima defesa.


A família dos quatro mortos, que moram próximos à pizzaria, dizem que estavam reunidos em casa, entre parentes, quando o policial invadiu a residência, buscando a ex-companheira. A mulher não mora e não tem relação alguma com o local. Após a discussão, os familiares foram atrás do policial, que se escondeu na pizzaria e efetuou os disparos.


O PM, após matar, passou por cima dos corpos das vítimas e apontou a arma para a companheira de um dos mortos. Ele fugiu, mas se apresentou à polícia com um advogado, apresentando a tese de legítima defesa. O agente foi liberado.


Os corpos das vítimas foram enterrados na manhã de segunda-feira (14). A polícia e a corregedoria investigam o caso.















Nenhum comentário:

Comentários anônimos não serão aceitos.
Coloquem um nome antes de comentar.

Tecnologia do Blogger.