4 VÍDEOS DE ATROCIDADES COMETIDAS POR LUKA ROCCO MAGNOTTA


Os textos foram retirados de sites gringos e foram traduzidos pelo google tradutor.

Atenção! Os vídeos estão no final do post.




 Seu verdadeiro nome a é Eric Clinton Kirk Newman, nascido em 24 de julho de 1982 em Scarborough, Ontário (Canadá). Seus pais Don Newman e Anna Youkin, tiveram 4 filhos, Eric (Luka) era o filho mais velho.


Don Newman e Anna Yourkin


Eric foi criado pela avó materna, Phyllis Yourkin, em Lindsay, Ontário. Nunca houve qualquer disciplina em sua casa. Sua tia Louis Yourkin foi presa aos 21 anos e condenada sob a acusação de venda de drogas e posse ilegal de arma de fogo.


 Luka com sua mãe e avó



 Luka Magnotta na infância e adolescência 

 



 Eric Estudou na Escola, I.E.  Weldon Secondary School.  Ele foi diagnosticado com esquizofrenia paranóica quando era adolescente.  Ele deixou sua família em 12 de agosto de 2006. A partir desse momento, ele decidiu se mudar de onde estava para se tornar Luka Rocco Magnotta, em homenagem a Rocco Siffredi


 A partir de 2003, Magnotta ocasionalmente trabalhou como stripper.  Naquela época, era considerado bissexual.  Em algum momento, ele se mudou para Toronto para começar uma carreira como modelo e dançarino "Jimmy" em um clube chamado Remington na Yonge Street.  Foi lá que uma das outras dançarinas sugeriu que seria melhor trabalhar como prostituta.  Luka não gostava de estar no palco, nem dos horários que tinha para se encontrar no clube, por isso resolveu ser acompanhante.

 Luka também trabalhou como modelo, uma vez em 2005 e novamente em 2007, aparecendo em photoshoots para a Fab Magazine como o “Fab Boy” do mês.


 Luka na Fab Magazine



 Em 2005, Luka foi indiciado junto com outro homem chamado Anthony Minakakis por uma dúzia de acusações de fraude envolvendo a loja da Sears e uma empresa de equipamentos de áudio e vídeo.  Isso depois de acumular mais de $ 16.000 em compras com um cartão de crédito roubado.


 Luka com seus amigos


 Na época, os dois moravam na Don Mills Road e na Sheppard Avenue, em Toronto.  Luka foi condenado a nove meses de prisão, mais doze meses de liberdade condicional.  O juiz também o proibiu de possuir câmera, computador e acesso à Internet.


 Nota sobre o caso de fraude


 Após sua libertação da prisão, em 17 de julho de 2006, mudou legalmente de nome para Luka Rocco Magnotta.  Da mesma forma, foi promovido na internet como “o homem mais bonito do mundo”.  Ela ofereceu seus serviços como modelo e acompanhando-a.


 Luka ao sair da prisão



 Em 2006, Luka começou a amar uma garota transexual Barbie Swallows.  Ou homem eu sempre tive metade disso e depois declarei que o Luka era muito violento, não estava apaixonado.  Na ocasião, o tentou distendê-lo como um furador de gel.



 Barbie Swallowos



 Luka começou a causar uma forte impressão na Internet.  Além de suas informações de contato no Twitter, mais de 70 perfis no Facebook, abriu 90 canais no YouTube, mais de 20 sites, e foi adicionado a um número infinito de páginas de compartilhamento de fotos.


 Suas contas do Facebook




 No Flickr ele postou mostrando sua movimentação que, posteriormente, será vista não local de crimes graves.


 Sua conta no Flickr



 Sua conta no Twitter


 Ele também aparece posando em frente a um pôster do filme Casablanca.


 Luka como pôster de Casablanca



Além disso, ele experimentou a se esconder atrás de proxys para explorar a Deep Web.


 Luka tentou carreira no cinema pornográfico e durante a primeira década de 2000 fez várias aparições em filmes pornográficos homossexuais do baixo orçamento.  Porém, apesar de possuir características estranhas, Magnotta nunca alcançou notoriedade em seu ambiente.


 Luka Magnotta em filmes pornográficos



 Em 2007, Luka foi entrevistado no programa Naked News, onde afirmou que amava seu novo estilo de vida como acompanhante de alto custo.  No entanto, Luka caiu a falência em março do mesmo ano, pois suas dívidas eram de $ 17.000.


 Entrevista The Naked News


 Em 2007, surgiram fortes rumores de que Luka tinha um relacionamento com a assassina e serial killer, Karla Homolka,  mas ele negou em uma entrevista ao jornal Toronto Sun.  "Eu nunca a conheci", disse ele.

 As manchetes sobre o suposto romance



 Em 2007, ele fez um teste para participar de um reality show chamado CoverGuy.  Ele estava tentado ganhar dinheiro para fazer cirurgia plástica porque queria se parecer com seu ídolo, o ator James Dean.


 Luka em Cover Guy




 Ele também estava desesperado para conseguir uma página no Wikipedia, mas seus esforços foram bloqueados e suas listagens foram removidas duas vezes. Só conseguiu ser reconhecido pelo Wiki, após se tornar um assassino. 



 Em fevereiro de 2008, ele fez um teste para tentar ganhar seu terceiro transplante de cabelo e cirurgia plástica, por meio de um programa chamado Plastic Makes You Perfect.  Não teve sucesso.



 Luka viajou para Hollywood tentando conseguir um emprego como ator, mas não conseguiu.  Cheio de raiva e frustração, ele decidiu dar a sua carreira criminosa.

SEU PRIMEIRO VÍDEO 

                           1 BOY 2 KITTENS



 Em dezembro de 2010, um vídeo chamado 1 boy 2 kittens foi carregado na Internet por um usuário chamado Uonlywish500.  Nele, Luka Magnotta é mostrado fumando um cigarro e vestindo um suéter azul com capuz em um quarto sujo.  Delicadamente, acaricie dois gatos pequenos antes de colocá-los dentro de um saco selado.  A canção "Happy Xmas, War is Over" de John Lennon é ouvida como música de fundo.

 Em seguida, Magnotta liga um aspirador de pó e usa  para sugar o ar do saco a vácuo.  Os gatinhos começam a se debater e se coçar, tentando escapar do polietileno que os aperta.  Após desligar o aspirador, Magnotta abre a bolsa e orgulhosamente segura o corpo de um dos gatinhos e aponta para câmera. Em seguida, ele pega os gatinhos mortos, põem na geladeira e tira fotos.

 As imagens causam indignação entre centenas de internautas e dois defensores dos animais.  Centenas de detetives amadores tentam identificar o assassino dos gatos. O vídeo foi carregado originalmente no YouTube, mas posteriomente removido.  Um grupo do Facebook intitulado Find the Kitten Vacuumer atraiu quase 1.000 membros. 

 Muitos expressaram o medo, já que o assassino matou dois animais indefesos,  ele tambem seria capaz de matar pessoas. Eles não estavam errados.


O SEGUNDO VÍDEO 
                 
            
                 PYTHON CHRISTMAS


Um segundo vídeo foi carregado logo depois. Neste, Magnotta acaricia uma enorme píton birmanesa, antes de colocar um gatinho na frente dela. O gato tenta se defender ou escapar, mas é inútil; a enorme cobra acaba sufocando e o devorando vivo, enquanto a música natalina "Little Drummer Boy" toca ao fundo.



 Em 1º de maio de 2011, o fotógrafo freelance Paul Mason encontrou Luka em seu apartamento para uma sessão de fotos.



O TERCEIRO VÍDEO 

       BATHTIME LOL VÍDEO 

 Nesse outro vídeo, mostra luka segurando um pedaço de madeira presa a um gato. O animal está com a cabeça e o corpo enrolado com fita adesiva, em seguida luka coloca o aninal em uma banheira cheia d'água e começa a afogar o gato.



 Em 8 de dezembro do mesmo ano, as investigações de defensores dos direitos dos animais levaram a Luka. Confrontado pelo repórter Alex West sobre os vídeos, Luka disse que havia gente fingindo ser ele na internet. Luka negou tudo sobre os vídeos dos gatos sacrificados.



 Dois dias depois, em 10 de dezembro, Luka enviou um e-mail ao jornal The Sun  garantindo que no futuro haveria novos vídeos, que conteriam a morte de seres humanos.


 Em 21 de dezembro de 2011, Luka entrou com o apelido cutelittlenemo1 em um fórum de drogas para perguntar qual era o melhor tipo de sedativo. “Acho que a morfina líquida é extremamente rápida, não demora muito  para que os efeitos sejam sentidos”, foi a resposta.



 No dia 22 de dezembro, Luka voltou a ficar online como cutelittlenemo1, dizendo que estava tentado a adotar pequenos animais.



 Em janeiro de 2012, uma recompensa de $ 5.000 foi oferecida a Luka, por causa de seus vídeos de crueldade contra animais. Ninguém recebeu a recompensa.  Em 16 de março de 2012, Luka postou uma mensagem em dois blogs sobre assassinos necrofílicos.



O QUARTO VÍDEO 

          1 LUNATIC 1 ICE PIKE

 Em 22 de abril de 2012, Luka enviou um vídeo com o nome de usuário “Rita VanVolkenberg”, intitulado o Cannibal Serial Killer Luka Magnotta. Na terça-feira, 15 de maio, dez dias antes do crime que abalaria a internet, Luka Magnotta estava à espreita online, ele estava usando o nome de alexisvaloranreich, perguntando se alguém tinha visto um novo vídeo chamado 1 lunático com 1 picador de gelo (1 lunatic 1 ice pike), que estava disponível na deep web.

 Ele alegou que este vídeo foi feito por um cara em San Francisco.  Luka também postou em 15 de maio como "Aiden_V," babymaggie11, briankinney556 e "Angela Downs".

 Cerca de uma semana antes do assassinato, Luka teve uma conversa com seu vizinho, Derek MacKinnon, nos degraus da frente do seu prédio. Derek foi um ator que apareceu em vários filmes de terror na década de 1980, e também em um curta metragem chamado The Horror Train, o próprio MacKinnon interpretou um assassino.

O ator diria mais tarde: “Luka me convidou para ir ao apartamento dele. Foi a primeira vez que ele falou  comigo, fico feliz por não ter aceite ” . Outros vizinhos também afirmariam ter visto Luka usando uma peruca estranha.

A VÍTIMA 




 Lin Jun era um estudante nascido em 30 de dezembro de 1978 em Wuhan (China).  Ele também era conhecido como Justin Lin.  Ele estava cursando o bacharelado na Faculdade de Engenharia e Ciência da Computação da Concordia University.  Ele também trabalhou meio período como balconista em Pointe-Saint-Charles.  Lin estudava em Montreal desde julho de 2011 e começou a ter um caso de amoroso com Luka.

 Lin Jun quando era criança, junto ao seus pais



 Na quinta feira, 24 de maio de 2012, Lin Jun saiu de casa às 17h e enviou sua última mensagem de texto às 21h, antes de desligar o celular.  Ele foi ao apartamento de Luka sem imaginar o que estava para acontecer.


 Lin Jun



 Luka drogou o rapaz com morfina, colocando em sua bebida.  Assim que ele ficou inconsciente, ele tirou completamente roupa do rapaz, amarraou suas mãos e os pés em cima da cama, colocou uma venda em seus olhos e também amordaçou a vítima.



 O crime



 Luka ligou sua câmera de vídeo e começou a filmar. Enquanto ele comete as suas atrocidades, no fundo toca a música "True Faith" do New Order. Luka agiu rapidamente furando o corpo de Lin com um picador de gelo e uma faca de cozinha. 

O pôster do filme Casablanca estava visível na parede oposta.  Luka esfaqueou Lin mais de vinte vezes. E em seguida, ele decapitou o jovem que ainda estava com vida.

 Luka desmembrado o cadáver de Lin, cortou a cabeça, braços e pernas e em seguida praticou sexo anal e canibalismo com o cadáver.
 
 No dia seguinte, na sexta feira, 25 de maio de 2012, o vídeo de 11 minutos intitulado 1 Lunatic 1 Ice Pick  (1 lunático 1 picador de gelo) foi postado no site Bestgore.com.

 No sábado, 26 de maio, um vizinho viu Luka carregando um pacote para o correio.  Em seguida, Luka embarcou em um vôo de Montreal para Paris (França).  Ele voou com um passaporte falso, sobre "Kirk Trammel".

 Luka não aeroporto


 No domingo, 27 de maio, Roger Renville, um advogado de Montana, tentou denunciar o vídeo à polícia de Toronto e para o FBI, alegando que o vídeo se tratava de um homicídio real.  Mas a denúncia foi rejeitada pelas autoridades, que lhe disseram que se tratava de uma farsa com bons efeitos especiais.

 Luka em Paris



 Outros leitores da página Bestgore.com também tentaram denunciar o vídeo.  Mais tarde, a polícia confirmou que era autêntico.  As autoridades canadenses conseguiram obter uma "versão mais ampla" do vídeo e confirmaram sua autenticidade. Foi aí que eles perceberam que se tratava de uma morte real. 




 Na terça-feira, 29 de maio de 2012, um porteiro chamado Mike Nadeau, encontrou uma mala na calçada em Decarie Blvd. Dentro dessa mala estava o tronco de Lin. Mas a essa altura, Luka Magnotta já estava em Paris.

 A mala com  o tronco de Lin


 Naquela mesma manhã, às 11h00, um pacote contendo o pé esquerdo da vítima chegou à sede do Partido Conservador em Ottawa.  A embalagem estava manchada de sangue e cheirava mal.  Estava marcado com um coração vermelho e havia um bilhete dentro do pacote anunciando que haveria mais assassinatos e que o total de seis pacotes foram enviados pelo Canada Post.



 O pacote com os pés






 A polícia soube que um segundo pacote, endereçado à sede do Partido Liberal, estava na estação de correios de Ottawa.  Essa segunda remessa continha a mão esquerda da vítima.
 



 Eles também relacionaram os carregamentos com a descoberta do tronco na mala.  Naquela noite, após uma busca atrás da Decarie Blvd 5720, a polícia descobriu evidências de que o ocupante do apartamento 208 estava envolvido no crime.  Era o apartamento de Luka Magnotta.


 As investigações








 Os agentes entraram em cena e encontraram um colchão cheio de sangue, roupas e trapos manchados, identificações da vítima e do assassino, utensílios de cozinha usados ​​para desmembrar o corpo e sangue humano na geladeira.






 Imagens da câmera de vigilância de dentro do prédio mostraram Luka arrastando vários sacos de lixo.  As imagens correspondem a um suspeito capturado em vídeo nos correios de Côte-des-Neiges.






 Dentro de um armário, havia uma placa com uma descrição "Se você não gosta do seu reflexo, não si olhe no espelho. Eu não me importo."  Em 30 de maio, foi confirmado que as partes do corpo pertenciam a Lin.


 A placa do armário



 Na quinta-feira, 31 de maio de 2012, a polícia emitiu oficialmente um mandado de prisão internacional contra Luka Rocco Magnotta por cinco acusações: homicídio em primeiro grau;  cometer uma indignidade contra um cadáver;  publicação de material obsceno;  correspondência obscena, indecente, imoral ou difamatória;  e assédio ao primeiro-ministro canadense Stephen Harper e a vários membros do Parlamento.  No mesmo dia, exatamente uma semana após o assassinato, a Interpol emitiu um alerta vermelho para sua prisão.

 Cartaz de busca



 A Polícia de Montreal também encontrou o computador de Luka, com uma versão não editada do vídeo do assassinato. O video original era de quinze minutos e não tinha música de fundo. A polícia rastreou Luka até a França.  A Interpol chegou a um hotel em Paris, onde encontraram vários objetos que pertenciam a ele.

 No entanto, Luka havia pegado um ônibus para Berlim (Alemanha).  Ele também postou fotos onde apareceu na Itália e em Moscou.


 Luka na Europa




 No domingo, 3 de junho, ele postou um novo vídeo cumprimentando seus amigos, zombando dos policiais e fumando um cigarro, enquanto ouve a música “La isla bonita”, de Madonna.




 Na manhã seguinte, na segunda-feira, 4 de junho de 2012, um homem chamado Kadir Anlayisli reconheceu Luka em um cyber-café Spätkauf em Berlim. Imediatamente ele acionou a polícia.

 Kadir anlayisli


 Às 11h30, vários agentes chegaram ao local.  Luka foi capturado enquanto assistia por um computador às notícias sobre seu crime e sua fuga. Ele ainda deu um nome falso antes de admitir que era ele.  Sua identidade foi confirmada através da verificação de sua impressão digital e ele não resistiu a prisão. 


 A prisão no cyber-café  Spätkauf em Berlim






 Na terça-feira, 5 de junho, dois novos pacotes chegaram pelo Canada Post em Vancouver.  O primeiro pacote foi aberto às 13:00 pela equipe da False Creek Elementary School, uma escola pública.  Dentro dele estava a mão direita da vítima.



Notícias da época 





 O segundo pacote chegou à tarde na St. Georges School, uma escola primária e particular. Dentro do pacote estava o pé direito de Lin.  Até hoje permanece um enigma, por que Luka escolheu essas duas escolas em particular para enviar os restos mortais de Lin . Notas foram incluídas em todos os pacotes, mas a polícia se recusou a revelar o que as notas diziam.


 St. Georges School


 Na terça-feira, 12 de junho, a família de Lin disse que não estava pronta para entrevistas com a mídia, então eles ofereceram um comunicado a ser divulgado através da Escola da Universidade de Concordia.



 O funeral da vitima







 O funeral do jovem foi celebrado com sinais visíveis de dor e de sofrimento do seus pais e amigos.  A cabeça ainda não tinha aparecido.  O corpo de Lin foi cremado em 11 de julho, e suas cinzas foram enterradas em 26 de julho no Notre-Dame-des-Neiges, um cemitério em Montreal.





 As reações na China foram altamente críticas, alguns acreditavam que o assassinato teve motivação racial.  Alguns chineses questionaram a segurança pública no Canadá, já que foi o segundo assassinato de alto perfil de um estudante chinês em pouco mais de um ano.  Na segunda-feira, 18 de junho, Luka foi extraditado de Berlim e retornou a Montreal, para enfrentar as acusações pelo assassinato de Lin.


 Extradição





 Ele compareceu ao tribunal na terça-feira, 19 de junho, e se declarou inocente de todas as acusações.  A audiência preliminar, que durou apenas três minutos, foi realizada por meio de uma câmera de vídeo.  Por meio da defesa, o réu também rejeitou seu envolvimento em quatro outras acusações, incluindo ameaças contra o primeiro-ministro Stephen Harper, do Canadá.



 O pai da vítima Diran Lin, que veio da China para estar presente no processo, compareceu alguns dias nas audiências, mas no dia 15 de março, depois de ouvir os detalhes sórdidos sobre a morte de seu filho, Diran Lin foi forçado a deixar o tribunal em lágrimas.

 Audiências

 Surpreendentemente, Luka foi eleito "Homem do Ano" pela mídia canadense, causando críticas e grande polêmica.  Magnotta passou trinta dias em um hospital psiquiátrico, onde foi submetido a vários testes.

 Na quinta-feira, 21 de junho, Luka compareceu pessoalmente ao juiz. O caso foi adiado até 11 de março de 2013, quando foi iniciada uma audiência preliminar. O julgamento de Luka Magnotta teve uma data de início provisória em 8 de setembro de 2014.

 No domingo, 1 de julho de 2012, a polícia de Montreal descobriu acidentalmente a cabeça de Lin, uma peça perdida do corpo da vítima;  foi encontrada na margem de um lago no Parque Angrignon.  
 
O julgamento começou em setembro e no dia 23 de dezembro de 2014, um júri composto por oito mulheres e quatro homens retornou um veredito unânime de culpa por homicídio em primeiro grau.  Magnotta foi condenado a prisão perpétua .



Luka com seu namorado na prisão 







Atenção! Os vídeos abaixo contém cenas extremamente forte.



1 Boy 2 Kittens

 

Python Christmas

 

Bathtime LOL Video

 

1 lunatic 1 ice pick

 

Corpo de Lin

 


Série na Netflix  sobre Luka 

Don't F**k with Cats: Uma Caçada Online

5 comentários:

  1. Agora sim consegui rodar o vídeo do Luka magnotta, minha conexão está uma porcaria és o pobrema não o vídeo que estava travando não, clássic gore the best of o camarada é bizarro hein🇧🇷💀😎🤘🌍🌃🌆😱😬😲📱📺📼📹📽️🎥🎞️🎬🇧🇷👹😈

    ResponderExcluir
  2. Esse site é massa, contou a história do crimes doentios do cara do início ao fim , sem contar as imagens, outro vídeo que curto direto é daquele doidão entrando naquele templo tipo uma mesquita atirando nas pessoas o cara era da Germânia, enfim são vários vídeos bem loucos outros hilários tipo aqueles ladrões pé de chinelo apanhando eu dou muita risada,ops ia me esquecendo curto o site e também quando tem uns vídeos do danado xxvideos que vcs postam hahaha vlw administrador Stay metal 🤘🇧🇷😎👍🌃🌆🌍🔪☠️👁️🌟⭐🤟👿👌👏🥁🎸🎤🧠👅🗣️👁️

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela matéria bem detalhada o cara é um monstro.
    Os vídeos eu preferi não vê-los.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.