SEIS POLICIAIS SÃO EXECUTADOS EM GUERRERO

Os seis policiais estaduais que foram emboscados e assassinados na comunidade de Las Mesillas, no município de José Azueta (Zihuatanejo), receberam o golpe de misericórdia e foram roubados de suas armas, informaram autoridades do Estado.


Segundo o relatório, a emboscada sofrida pelos policiais que se encontravam em patrulha ocorreu quase paralelamente aose- mails registrados na comunidade de Coacoyul, onde outro grupo de policiais estaduais foi atacado por cerca de 15 criminosos armados.


Em Coacoyul, onde depois de dois confrontos entre forças federais e assassinos, houve um saldo de dez mortos e uma polícia ministerial ferida.


Segundo o relatório, os criminosos carregavam fuzis de assalto AK-47 e AR-15.


Na emboscada registrada em Las Mesillas, seis agentes eram os falecidos, que retornavam de uma comunidade no Município de Petatlán, onde levaram um grupo de pessoas sob custódia por medidas cautelares.


Em esta emboscada, onde os seis agentes morreram, o governo estadual deu nenhum fato, apenas reiterou o seu compromisso de continuar a "proteger a sociedade e não deixá-lo à mercê dos criminosos."


A violência que foi desencadeada nas últimas 24 horas em Guerrero deixou 23 mortos; 16 no Município de José Azueta;dois em Atoyac de Álvarez; quatro em Acapulco e um (esta quarta-feira) na comunidade de Xochipala, do Município de Zumpango de Neri.


Nenhum comentário:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do Blog ou que contenham palavras ofensivas.

Atenção! Comentários relacionados a políticas, perfis com nomes de políticos ou nomes escrotos não serão aceitos.

Tecnologia do Blogger.