SHAMSUDDIN MILON UM GAROTO DE 16 ANOS QUE FOI BRUTALMENTE LINCHADO

Esse caso aconteceu em 27 de julho de 2011. Um garoto de 16 anos foi espancado até a morte pela população em fúria, após ser acusado de ser um ladrão.


   Os próprios policiais jogou o garoto no meio da população para ser espancado até a morte. O garoto foi acusado de ser um Ladrão e estaria praticando vários furtos pela região de Noakhali em
Bangladesh.

 O vídeo do incidente foi transmitido no canal local Somoy, o canal de tv mostrou o vídeo sem censura da multidão revoltada, e também mostrou o momento em que os policiais forçou o menino, Shamsuddin Milon, a sair de dentro da viatura. Naquele mesmo dia,seis supostos ladrões foram espancados até a morte pela população.

 Um morador local disse que entregou o garoto aos policiais, após o jovem ser capturado por outros moradores que lhe acusaram de ser um ladrão. Uma outra testemunha disse: "Eu vi o menino entrando no carro da polícia". "Os policiais estavam repetidamente dizendo às pessoas para matar o menino". Uma outra pessoas que estava no local alegou que conhecia Milon por muito tempo e que o menino nunca havia se envolvido em atividades criminosas.


 O ministro do Interior, Shahara Khatun, disse ao canal de TV que os responsáveis ​​pela morte de Milon iram pagar pelos seus erros, e que o nome dos policiais iriam ser levados para o livro.


Três policiais, incluindo um sub- inspetor, foram suspensos por negligência no cargo depois que a mãe de Milon, Kohinoor Begum, abriu um processo contra os policiais e dois moradores locais. Os policiais suspensos são Akram Sheikh, subinspetor da Delegacia de Polícia de Companyganj, e os policiais Abdur Rahim e Hema Ranjan Chakma, disse o policial super-Harunur Rashid Hazari.
Um comitê de três membros liderado pelo superintendente da polícia Mahbubur Rashid foi formado para investigar a morte de Milon, disse ele.

Em agosto do mesmo ano, Kohinoor arquivou o caso no Juizado de Justiça Judicial, alegando que os moradores espancaram seu filho até a morte na presença de policiais suspeitando que ele fosse um ladrão.
Ela alegou que a polícia não tentou salvar seu filho da turba enfurecida. Eles deixaram Milon ferido deitado em uma estrada, em vez de arranjar tratamento para ele.
Depois que Milon sucumbiu aos ferimentos, a polícia levou seu corpo até a delegacia, disse Kohinoor.


Confira o vídeo completo do linchamento. Atenção! O vídeo a seguir contém cenas fortes.




3 comentários:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do Blog ou que contenham palavras ofensivas.

Atenção! Comentários relacionados a políticas, perfis com nomes de políticos ou nomes escrotos não serão aceitos.

Tecnologia do Blogger.